terça-feira, outubro 14, 2008

The Strangers (2008)

IMDB
site oficial
The Strangers era um filme sobre o qual eu tinha alguma expectativa. Gostei do trailer, adorei os posters e as criticas não eram nada más. No geral, acho que o filme cumpre aquilo a que se destina: assustar pessoas mais do que agradar a fans de terror. Tendo em conta que vi o filme em casa, o ambiente e a sensação que o filme causa não são comparáveis ao impacto que poderá ter numa sala de cinema e Strangers é um filme que certamente fará algumas pessoas saltarem da cadeira do cinema. A ausência de música nos momentos mais tensos e os sons incomodativos provocarão boas sensações, mas em casa tudo isso passa um bocado ao lado. Penso até, que em casa talvez consigamos avaliar melhor outros aspectos, que no cinema são absorvidos pelo impacto do ecrã e do som.
Temos aqui um filme que tem alguma falta de essência (pantufas esta é para ti...) no sentido em que tenta ser uma mescla de tantos outros filmes já vistos e revistos no passado, que acaba por se perder. Quero com isto dizer, que procura ir buscar e ressuscitar o que os bons slashers do passado tinham de melhor e juntar algo mais moderno ao estilo de um Funny Games. No entanto, é tudo tão suavizado ao bom estilo americano que actos como esfaquear não incomodam nada. Situações que em filmes como Haute Tension ou L'Intérieure nos causam impressão, aqui são nada.
Tenho a certeza que muita gente vai gostar do filme quanto mais não seja porque as coisas estão bem feitas e as cenas bem representadas e montadas, mas a história é "forçada" e falha no essencial: o choque e a provocação. Neste tipo de filmes, a história é muitas vezes o menos importante, por exemplo em Funny Games isso é evidente, mas a intensidade dos acontecimentos e a carga psicológica que as personagens carregam nem nos dão tempo para pensar em tal coisa. Aqui, isso não acontece...
nota: 4,5/10


2 comentários:

Anónimo disse...

...Queres um filme com essência vê o The English Patient, pá....


Pantufas

Codfish disse...

Vazio Vazio, vale pela capa Argento style